PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Fundadora do "Huffington Post" diz que Trump é um perigo para EUA e mundo

19.out.2016 - O candidato republicano Donald Trump durante debate presidencial, em Las Vegas - Damon Winter/The New York Times
19.out.2016 - O candidato republicano Donald Trump durante debate presidencial, em Las Vegas Imagem: Damon Winter/The New York Times

De Madri

22/10/2016 17h04

A co-fundadora do "Huffington Post", Ariana Huffington, afirmou neste sábado que o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, é um perigo para o país e o restante do mundo.

Entrevistada pela Agência Efe pela ocasião da publicação na Espanha de seu livro "A revolução do sono", a jornalista afirmou que irá votar na candidata democrata, Hillary Clinton.

"Normalmente, como jornalista, nunca diria em quem eu vou votar, mas essa não é uma eleição normal. Isso não é sobre dois candidatos ou partidos políticos diferentes. Isso é sobre uma candidata da qual você pode discordar e outro que é instável e completamente inadequado para governar", explicou.

O "Huffington Post" se negou a reconhecer Trump como um candidato sério à Casa Branca e, consequentemente, trata a campanha do republicano da mesma forma. A publicação decidiu, inclusive, cobrir as notícias sobre a tentativa do empresário de se tornar presidente na editoria de entretenimento.

A jornalista explicou à Efe sobre a decisão, que teve como objetivo "marginalizar" Trump, segundo a co-fundadora do site. Depois, foi decidido voltar a cobertura para a editoria de política e incluir uma nota do editor ao fim de cada artigo.

Nesta nota, o Huffington Post lembra aos leitores que Trump é um "mentiroso compulsivo, um xenófobo descarado, racista e misógino que habitualmente incita a violência política e que repetidamente defendeu proibir a entrada de muçulmanos nos EUA".

Segundo Ariana, durante um longo tempo, a imprensa americana tratou Trump como um candidato normal, mas ela considera que ele é um "perigo para os EUA e para o mundo".
 

Internacional