Piratas somalis libertam 29 marinheiros chineses sequestrados desde 2012

Mogadíscio, 22 out (EFE).- Piratas somalis libertaram na noite de sexta-feira 29 marinheiros chineses que foram sequestrados em 2012 na região de Mudug, informaram neste sábado à Agência Efe fontes das autoridades tradicionais desta zona litorânea do país do Chifre da África.

O acordo para a libertação se materializou ontem após longas negociações nas quais intermediaram empresários locais, segundo disse à Efe o notável local Daahir Abdi Hirsi.

Uma vez postos em liberdade, os 29 reféns iniciaram o retorno para seu país em um navio chinês e escoltados por outros navios de mesma bandeira através do oceano Índico.

Os libertados faziam parte da tripulação do navio NIHAM3, capturado faz quatro anos pelos piratas em águas somalis.

Os piratas tinham pedido um resgate de US$ 3 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos