Rússia não garante prolongamento automático da pausa humanitária em Aleppo

Moscou, 22 out (EFE).- A Rússia advertiu neste sábado que não garante o prolongamento automático da pausa humanitária na segunda cidade síria, Aleppo, que Moscou e Damasco declararam na quinta-feira e termina nesta tarde.

"Veremos o que acontece durante o dia", afirmou Sergei Ryabkov, vice-ministro das Relações Exteriores russo, à agência oficial "RIA Novosti".

O diplomata lembrou que o Kremlin já advertiu que a duração da pausa humanitária não depende da Rússia, mas "se ocorrerão os devidos passos pela outra parte".

Ele se referia aos Estados Unidos e sua promessa de separar a oposição armada dos terroristas da Frente al Nusra, grupo ao qual Moscou acusa de impedir a saída dos civis e combatentes pelos corredores humanitários.

Desde que a Rússia anunciou a pausa humanitária, o presidente russo, Vladimir Putin, estendeu em duas ocasiões a cessação dos bombardeios de sua aviação.

Caso a Rússia decida não prolongá-la, a pausa expira hoje às 19h local (14h, em Brasília).

No entanto, segundo os ativistas de direitos humanos, poucos civis ou combatentes aproveitaram os corredores habilitados por russos e sírios para deixar a cidade.

O ministro russo de Relações Exteriores, Sergei Lavrov, garantiu que os jihadistas dificultaram a saída de civis "mediante ameaças, chantagem e força bruta", além de sabotar a chegada de ajuda humanitária.

O Kremlin advertiu que não permitirá que os jihadistas aproveitem a cessação dos bombardeios para reagrupar-se e fazer aprovisiono de munição e apetrechos para lançar uma nova ofensiva contra Aleppo.

Rússia cessou os bombardeios contra Aleppo depois que a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Françoise Hollande, tachassem a atual campanha aérea russa de crime de guerra ao reunir-se esta semana com Putin em Berlim.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos