Álvaro Noboa aceita concorrer à presidência do Equador pela sexta vez

Quito, 22 out (EFE).- O empresário equatoriano Álvaro Noboa aceitou neste sábado a decisão de seu partido Adelante ecuatoriano Adelante de lançá-lo como candidato presidencial para o pleito de fevereiro do ano que vem, quando será escolhido o sucessor de Rafael Correa.

Noboa, que já foi candidato outras cinco vezes, aceitou a proposta na primeira convenção nacional de seu partido político, na cidade litorânea de Guayaquil, no sudoeste do país, segundo o jornal "El Comercio".

"Aceito a candidatura à presidência da República e declaro que serei, a partir do dia 24 de maio do 2017, com a inspiração de Deus e apoio do povo equatoriano, o novo presidente do Equador", afirmou Noboa.

Um comunicado acrescentou que esta seria a sexta participação de Noboa à presidência do país. Ele concorreu no pleito de 1998, 2002, 2006, 2009 e 2013. Nas três primeiras chegou ao segunda turno e as perdeu para Jamil Mahuad, Lúcio Gutiérrez e Rafael Correa, nessa ordem.

Noboa disse à imprensa que é o candidato da renovação e que sua participação nas eleições de fevereiro próximo é irrevogável, acrescentou.

Além de Noboa, diferentes partidos e movimentos políticos já anunciaram as candidaturas de Lenin Moreno, Paco Moncayo, Aldalá Bucaram Hijo, Cinthia Viteri e Guillermo Lasso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos