Combates contra regime em Aleppo deixam pelo menos 20 rebeldes mortos

Cairo, 23 out (EFE).- Pelo menos 20 combatentes da Frente de Conquista do Levante (antiga Frente al Nusra, ex-filial síria da Al Qaeda) e das facções rebeldes morreram neste domingo em violentos combates na periferia sudoeste da cidade síria de Aleppo contra as forças do regime, que tomaram o controle de Tel Sauarij na mesma região.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos explicou que, com o domínio de Tel Sauarij, as forças do regime sírio se aproximam ao povo de Khan Tuman, ao sul de Aleppo.

A ONG informou que as forças do governo sírio mantêm em sua posse cinco corpos de rebeldes.

Além disso, uma mulher morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas, entre elas três crianças, após a explosão de vários artefatos colocados pela organização jihadista Estado Islâmico (EI) na cidade de Yazir, controlada pelos rebeldes na periferia norte de Aleppo.

Novos enfrentamentos surgiram hoje em Aleppo, uma vez que expirou, uma trégua humanitária iniciada na quinta-feira com a cessação dos bombardeios russos e sírios.

Além disso, o Observatório informou que aviões de guerra bombardearam hoje zonas nos povos de Al Atarib e Al Yina, na periferia ocidental de Aleppo.

Tanto as facções rebeldes como as forças do regime e outros grupos armados de nacionalidades síria, asiáticas e árabes, começaram ontem a mobilizar suas forças, cada parte em suas zonas de controle em Aleppo e em seus arredores.

Dita mobilização de forças, que aconteceu em meio a uma calma proporcionada pela trégua, surgiu como preparativo para uma ampla operação militar que começará em "qualquer momento", segundo a ONG. EFE

se-em/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos