Otan prepara envio de aviões de vigilância para apoiar coalizão contra o EI

Bruxelas, 23 out (EFE).- A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) prepara o envio de aviões de vigilância para colaborarem com a coalizão internacional que combate o Estado Islâmico (EI) na Síria e no Iraque.

Os líderes da Otan aprovaram formalmente na cúpula de Varsóvia, em junho, auxiliar a aliança contra o EI nos dois países com as informações coletadas pelas aeronaves de vigilância desde o espaço aéreo da Turquia e águas internacionais do Mediterrâneo.

Fontes da Otan consultadas pela Agência Efe explicaram que os aviões "melhorarão a perspectiva geral" da missão da coalizão e destacaram que eles não estarão envolvidos em missões de combate.

A operação começará inicialmente sem a Alemanha. No último dia 12, o governo do país aprovou a participação de seus soldados na ação, mas a decisão precisa ser aprovada pelo Bundestag, a câmara baixa do parlamento, algo que deve ocorrer em novembro.

Os aviões Awacs partirão da base turca de Konya e realizarão voos de reconhecimento para oferecer dados em tempo real às aeronaves de combate da coalizão. Os Awacs são um dos poucos recursos de propriedade da Otan e não de seus estados-membro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos