Polícia chinesa detém 19 pessoas que vendiam leite em pó vencido

Pequim, 24 out (EFE).- A Polícia da china deteve 19 pessoas em Xangai por vender cerca de 300 toneladas de leite em pó vencido, em um novo escândalo de segurança alimentar relacionado com produtos lácteos no país, informou nesta segunda-feira o jornal "Xangai Daily".

Os suspeitos, aparentemente, administravam uma empresa que colocava leite em pó vencido da empresa neozelandesa Fonterra - uma das marcas mais populares na China - em pequenas vasilhas para revendê-la abaixo do preço de mercado, segundo o meio local.

Após uma investigação que durou vários meses, a Polícia descobriu que um dos suspeitos vendeu o produto em mau estado a outra empresa, que por sua vez supostamente revendeu quase 200 toneladas a distribuidores de Xangai e das províncias de Jiangsu, Henan e Qinghai, que os puseram à venda na internet e por atacado.

As autoridades apreenderam cem toneladas de produtos e fecharam os portais na internet que punham o leite vencido à disposição dos clientes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos