PUBLICIDADE
Topo

Australiano é condenado a 15 anos de prisão por pedofilia na Indonésia

25/10/2016 13h02

Sydney, 25 out (EFE).- Um australiano de 70 anos foi condenado nesta terça-feira a 15 anos de prisão por abusar sexualmente de 11 adolescentes na ilha de Bali, o principal destino turístico da Indonésia.

O juiz Wayan Sukanila acusou Robert Andrew Fiddes Ellis de prejudicar o futuro das jovens, abusadas por ele entre 2014 e 2015, de acordo com o jornal "Sydney Morning Herald". Em seu texto, o juiz defendeu que a juventude é o futuro da Indonésia.

O réu, que se declarou culpado, vai recorrer da sentença porque disse que não sabe se viverá o suficiente para cumprir o tempo de prisão e ser liberado aos 85 anos.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, defendeu recentemente em entrevista o uso da castração química como método para combater os crimes sexuais em seu país, habitado por 260 milhões de pessoas, sendo 87% delas muçulmanas.