Ex-presidente de Montenegro não será candidato a primeiro-ministro

Belgrado, 26 out (EFE).- Milo Djukanovic, ex-presidente de Montenegro e um dos principais políticos do país, não será o candidato a primeiro-ministro de seu Partido Democrático dos Socialistas (DPS), vencedor das eleições em 16 de outubro e que realiza nesta quarta-feira uma reunião para apresentar seu aspirante ao cargo.

A cúpula do partido vai propor que seja o atual vice-primeiro-ministro, Dusko Markovic, que tente conseguir a confiança do parlamento para formar um novo Executivo, informou o canal público "RTCG".

Djukanovic anunciou ontem que o governo vai investigar a existência de "fortes conexões com fatores estrangeiros" em um suposto complô para alterar o curso das eleições através de atos violentos. Embora não tenha se referido diretamente à Rússia, durante toda a campanha eleitoral ele advertiu do risco de o país se transformar em uma "colônia" desse país e acusou o partido pró-Rússia Frente Democrática, que ficou em segundo lugar, de receber financiamento e instruções do governo em Moscou.

Esta seria a terceira retirada do poder ativo de Djukanovic, que foi cinco vezes chefe de governo e uma vez presidente do país, com breves interrupções quando se dedicou a negócios privados. Durante essas separações, Djukanovic sempre seguiu à frente do DPS. Esse será também o caso agora, segundo o jornal "Pobjeda", que afirmou que Djukanovic permanecerá à frente do partido pelo menos até 2020, quando está previsto um congresso do DPS.

Djukanovic, considerado o pai da independência de Montenegro em 2006, traçou o caminho do pequeno país balcânico rumo à União Europeia (UE) e à Otan, mas também é acusado pela oposição de corrupção e autoritarismo.

O DPS obteve 36 cadeiras das 81 do parlamento de Podgorica nas eleições, e acredita que poderá formar governo com os partidos das minorias étnicas e com o social-democrata.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos