Minas colocadas pelo EI deixam centenas de mortos em Manbij, afirma ONG

Beirute, 26 out (EFE).- Centenas de civis morreram ou ficaram feridos pelas minas terrestres colocadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade de Manbij, no norte da Síria, afirmou nesta quarta-feira o Human Rights Watch (HRW).

A ONG realizou uma investigação entre os dias 4 e 9 deste mês onde registrou os nomes de 69 civis, entre eles 19 crianças, mortos pela explosão de minas em escolas, casas e estradas durante e depois dos confrontos pelo controle desta cidade, explicou em comunicado.

A HRW não descartou que o número de mortos seja superior, já que não conseguiu colher dados em todos os bairros e aldeias vizinhas, e além disso, também tem o pessoal do hospital da área que tratam de centenas de feridos por conta das explosões.

Entre os meses de maio e agosto, Manbij foi palco de uma ofensiva das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada curdo-árabe, para retirar do EI o domínio da cidade, que terminou com do local por parte das FSD.

"O EI minou praticamente tudo, incluído, e o digo literalmente até as pias das cozinhas", disse o subdiretor de Emergências da HRW, Ole Solvang.

A ONG falou com sobreviventes de explosões de minas e com familiares de vítimas que relataram ter encontrado os artefatos quando retornaram para suas casas após o fim dos combates e que as minas tinham sido colocadas em corredores, janelas, debaixo de colchões, geladeiras e aparelhos de televisão.

Zakia Hassan afirmou para a HRW que seu filho, Ibrahim Hammoud, de 35 anos, morreu quando uma mina explodiu em sua cama após retornar a Manbij, no dia 12 de agosto, logo após o fim dos confrontos.

"Ele morreu na hora", lembrou Zakia, acrescentando que dias depois, uma equipe da polícia esteve em sua casa para fazer um registro e encontraram uma segunda mina sob uma pilha de sapatos.

A HRW constatou que as autoridades militares e civis, assim como organizações internacionais, devem alertar as pessoas que retornam para suas casas em territórios antes controlados pelo EI do perigo das minas e desenvolver a capacidade de limpar os imóveis e áreas residenciais de explosivos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos