Motorista de ônibus morre após ser queimado durante ataque na Austrália

Sydney (Austrália), 28 out (EFE).- As autoridades da Austrália confirmaram a morte do motorista do ônibus, vítima de um homem que entrou no veículo e lhe tacou fogo, após jogar um líquido inflamável, na cidade de Brisbane, no nordeste do país.

"Ele tinha poucas possibilidades (de sobreviver)", explicou à imprensa o superintendente da Polícia do estado de Queensland, Jim Keogh, segundo a emissora estatal "ABC".

O morto foi identificado como Manmeet Alisher, de 29 anos.

Tivemos "sorte de que não foi incendiado o ônibus", que levava outras cinco pessoas, além do motorista, afirmou o policial.

O superintendente revelou que eles prenderam uma pessoa, de 48 anos, suspeito de conexão com o ataque, e descartou que o ato tenha ligação com o terrorismo islâmico.

Agentes de segurança do país prenderam neste mês, em Sydney, dois adolescentes armados com facas que planejavam cometer um ataque jihadista inspirado no Estado Islâmico (EI).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos