Milhares de tailandeses se reúnem para vigília em memória de Bhumibol

Bangcoc, 29 out (EFE).- Milhares de tailandeses se reúnem neste sábado, diante do Palácio Real de Bangcoc para iniciar uma vigília em memória do rei Bhumibol Adulyadej, morto há mais de duas semanas, aos 88 anos, após sete décadas no trono.

Autoridades distribuíram ingressos entre os congregados para que participarão do velório no complexo palaciano.

No máximo de 10 mil pessoas serão autorizados diariamente a participar da vigília, que presumivelmente irá durar por semanas, mas cujo comprimento exato é desconhecido.

Após a morte do rei, a junta militar tailandesa decretou um mês de luto para a população civil, que em sua maioria use roupa escura ou crepe preto; no caso dos funcionários. O luto público será de um ano.

O funeral de Bhumibol acontece que se o sucessor tenha assumido o trono, depois que seu filho e herdeiro, o príncipe Maha Vajiralongkorn,pediu para aguardar antes de sua proclamação um período de luto em homenagem a seu pai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos