Bombardeio contra base militar no Afeganistão mata 70 talibãs

Cabul, 31 out (EFE).- Um bombardeio contra uma base militar tomada pelos talibãs durante o fim de semana deixou 70 insurgentes mortos e outros 80 feridos, informaram nesta segunda-feira à Agência Efe fontes oficiais.

Helicópteros das forças afegãs bombardearam ontem a base de Mashal, na província de Uruzgan, no sul do país, um dia depois de ela ter sido tomada pelos talibãs. Os soldados tinham ficado cercados por cerca de dois meses, sem receber provisões, disse o porta-voz do governo da provincial, Dost Muhammad Nayab.

"Vários combatentes talibãs tinham se reunido para saquear equipamentos e atear fogo no prédio principal da base de Mashal quando foram surpreendidos pelo bombardeio", explicou.

O porta-voz do Exército, Amir Muhammad Amiri, confirmou o ataque aéreo e afirmou que há vários comandantes do talibã entre os mortos.

No entanto, o representante do grupo insurgente, Qari Yousef Ahmadi, disse em comunicado que as vítimas do bombardeio são 30 civis, entre eles crianças e idosos, que tinham se aproximado da base para recolher "coisas ainda não levadas pelos talibãs".

A base de Mashal fica nos arredores da capital de Uruzgan, Trinkot. A periferia do município é palco há meses de combates entre as tropas afegãs e os talibãs.

Trinkot é uma das cinco capitais de província cercadas pelos talibãs, como parte do contundente avanço no país desde o fim da missão de combate da Otan em janeiro. De acordo com dados dos Estados Unidos, 53% dos distritos do país estão sob controle ou influência do governo de Cabul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos