Coreia do Sul tem novo primeiro-ministro após escândalo político

Seul, 2 nov (EFE).- A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, nomeou nesta quarta-feira (data local) Kim Byong-joon como novo primeiro-ministro do país em substituição a Hwang Kyo-ahn, por causa de um suposto escândalo de corrupção que envolve uma colaboradora próxima da própria chefe de Estado.

Kim, que ainda deverá ser referendado no cargo pela Assembleia Nacional (parlamento), já foi assistente político do ex-presidente Roh Moo-hyun.

A mudança de primeiro-ministro acontece no momento em que as autoridades sul-coreanas decidiram investigar Choi Soon-sil, amiga da presidente e sem cargo oficial, mas que é suspeita de ter se apropriado de dinheiro público, além de influenciar na política do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos