CPLP encerra Cúpula de Brasília com agenda para próxima década

Brasília, 1 nov (EFE).- A XI Cúpula da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) foi concluída nesta terça-feira, em Brasília, com a adoção de uma agenda comum para a próxima década, que tem como objetivo fortalecer a presença do órgão nos fóruns internacionais.

"Trabalharemos agora pela implementação de nossas decisões, porque não podemos ficar apenas nas palavras", disse o presidente Michel Temer ao encerrar o evento.

A agenda estratégica da CPLP propõe "prosseguir com o aprofundamento da concertação política e diplomática entre os países-membros", promover a cooperação em "todas as áreas", fundamentalmente na econômica e comercial, e também renovar os esforços para a promoção da língua portuguesa no mundo.

Do mesmo modo, a "Nova Visão Estratégica" propõe "estimular" os intercâmbios comerciais entre os países-membros tanto dentro da própria CPLP como em outras formas de cooperação no eixo Sul-Sul.

Participaram da cúpula realizada em Brasília os presidentes do Timor-Leste, José María de Vasconcelos, de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, de Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, e de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho. Além deles, estiveram presentes o primeiro-ministro de Guiné-Bissau, Baciro Djà, o vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, e o chanceler de Moçambique, Oldemiro Baloi.

Portugal, promotor da CPLP, esteve representado duas vezes, já que contou com a presença do primeiro-ministro do país, António Costa, e do presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Quem também esteve em Brasília foi o ex-primeiro-ministro António Guterres, um dos fundadores da organização e próximo secretário-geral da ONU, cargo que assumirá em 1º de janeiro.

A escolha de Guterres como secretário-geral da ONU foi objeto de um parágrafo na Declaração de Brasília, assinada hoje pelos líderes dos nove países, que manifestaram sua "satisfação" pelo fato de que, pela primeira vez na história, o cargo será ocupado por alguém que tem o português como primeira língua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos