Papa diz que aposta "tudo" pelo diálogo na Venezuela

Redação Central, 1 nov (EFE).- Enquanto voltava de sua viagem à Suécia, o papa Francisco disse que embora não saiba o que acontecerá com o início das negociações entre governo e oposição na Venezuela, aposta "tudo" e "de coração" pelo diálogo como a única solução para os conflitos.

"O diálogo é o único caminho para todos os conflitos. Quando não se dialoga, se grita e não há solução. Eu, de coração, defendo tudo pelo diálogo e acho que se tem que ir por este caminho", disse ele aos jornalistas, entre eles profissionais da Agência Efe.

O pontífice qualificou a situação de "complexa" e elogiou à "grande estatura política" dos negociadores, os ex-presidentes do governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero, do Panamá Martín Torrijos e da República Dominicana Leonel Fernández.

Ele lembrou "que ambas as partes pediram que a Santa Sé estivesse presente na mesa de diálogo e designou o núncio da Argentina, Emil Paul Tscherrig" para isso.

"O diálogo é o único caminho para sair dos conflitos e se isto fosse feito no Oriente Médio muitas vidas teriam sido poupadas", afirmou.

Sobre a reunião que manteve em 24 de outubro no Vaticano com o presidente da Venezuela e após a qual anunciou o início do diálogo, o papa se limitou a dizer que o Nicolás Maduro pediu um encontro, já que fazia escala em Roma.

"O escutei por meia hora. Fiz algumas perguntas e ouvi seu parecer. É sempre bom ouvir todos os sinos", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos