Trump usou manobras "legalmente duvidosas" para não pagar mais mais impostos

Washington, 1 nov (EFE).- O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, usou manobras "legalmente questionáveis" para fugir dos impostos ao não declarar milhões de dólares em receita, informou na segunda-feira o jornal "The New York Times".

De acordo com o jornal, o magnata imobiliário forçou em 1990 para que parte de seus credores perdoassem o que ele lhes devia após declarar falência de seus três cassinos em Atlantic City (Nova Jersey).

O Serviço de Impostos Internos (IRS, sigla em inglês) dos EUA, a agência encarregada da arrecadação tributária, considera isso como uma dívida perdoada, por isso Trump deveria ter declarado essas centenas de milhões de dólares.

No entanto, o magnata imobiliário trocou essa dívida por ações corporativas de seu império quebrado, um manobra que, no papel era legal, mas que seus assessores teriam desaconselhado já que o valor dos títulos era inferior ao nominal.

Esses mesmos assessores, alertaram então, dos problemas que podia enfrentar se tivesse uma auditoria do IRS.

O jornal calculou que Trump deixou de pagar dezenas de milhões de dólares em impostos com essa manobra, embora o número real seja desconhecido, já que o magnata não publicou suas declarações.

Especialistas em contabilidade consultados pelo jornal questionaram a legalidade da manobra de Trump, que segundo eles "não utilizou uma brecha" do sistema, mas "a levou além".

Em 2004, o Congresso americano eliminou a regra onde podia trocar a dívida por ações corporativas.

Uma porta-voz da campanha de Trump, Hope Hicks, afirmou que a informação contida no artigo é, um tanto um "mal-entendido" por parte do jornal, ou uma "má interpretação intencional da lei".

Semanas atrás, o jornal publicou que Trump conseguiu evitar o pagamento de impostos federais durante duas décadas após apresentar uma declaração em 1995 com US$ 916 milhões em perdas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos