Esposa de Trump processa repórter esloveno que disse que ela foi acompanhante

Zagreb, 2 nov (EFE).- Melania Trump, esposa do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou um processo por injúrias contra um jornalista esloveno por publicar que, antes de conhecer seu marido, trabalhou como acompanhante para clientes poderosos.

A informação sobre o processo, apresentado perante um tribunal de Liubliana, foi divulgada em comunicado do representante legal esloveno de Melania Trunp, o escritório Pirc Musar & partnerji, segundo a agência de notícias eslovena "STA".

Melania Trump, ex-modelo de origem eslovena, considera que o jornalista Tomaz Mihelic escreveu falsidades que atentam contra sua dignidade em artigo que assinou com as iniciais "S." para a revista eslovena "Suzy", que depois foi também citado pelo britânico "Daily Mail".

"Os escritos de Tomaz Mihelic causaram à Sra. Trump um dano grande e irreversível. Suas afirmações de que a Sra. Trump em seus dias de modelo era acompanhante de homens endinheirados prejudicou excepcionalmente o prestígio do qual goza como mulher de negócios e esposa do empresário e candidato presidencial nos EUA, Donald Trump", detalham seus representantes legais.

Melania Trump já tinha processado o "Daily Mail" por ter publicado que trabalhou em uma "agência de acompanhantes para clientes poderosos" durante os anos 90, antes de conhecer Donald Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos