EI pune 39 pessoas com 200 chicotadas por disputa de terras na Síria

Beirute, 3 nov (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) puniu 39 pessoas com 200 chicotadas na cidade de Al Mayadin, no nordeste da Síria, por uma disputa sobre terrenos de cultivo, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O OSDH explicou que os extremistas aplicaram o castigo coletivo diante de uma multidão na qual havia menores de idade, no cruzamento onde fica o Banco Agrícola em Al Mayadin, na província nordeste de Deir ez Zor.

Os radicais detiveram várias pessoas e confiscaram suas armas por seu suposto envolvimento em uma disputa entre os moradores da cidade de Al Qorei e beduínos da região de Auiba nas últimas semanas sobre terrenos agrícolas, que derivou em combates entre ambas as partes, detalhou a fonte.

No final, os jihadistas intervieram para resolver o conflito entre ambas as partes e prenderam alguns envolvidos.

O EI controla quase toda a província de Deir ez Zor, que faz fronteira com o Iraque, menos alguns bairros de sua capital homônima e o aeroporto militar.

Nos territórios que domina, os jihadistas impõem uma interpretação radical da sharia, a lei islâmica, e aplicam duras punições aos que infringem suas normas, que incluem a morte por decapitação ou disparos, apedrejamento, crucificação e amputações das mãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos