Hillary é a primeira mulher em capa de meio ultra-ortodoxo israelense

Jerusalém, 3 nov (EFE).- A candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, se transformou na primeira mulher a aparecer na capa de um meio ultra-ortodoxo em Israel, nos quais não costumam ser publicadas fotos de mulheres por tradição.

Embora em negativo, a imagem de Hillary à direita, enquanto à esquerda aparece a do candidato republicano Donald Trump, está na edição inglesa desta semana do "Hamishpachá" (A família), um dos principais meios de comunicação da comunidade ultra-ortodoxa.

Segundo outros veículos de imprensa locais, trata-se da primeira vez que este tipo de jornal apresenta na capa a imagem de uma mulher, dada suas estritas leis religiosas e costumes.

Sendo secretária de Estado, Hillary chegou inclusive a protestar por que um meio ortodoxo judeu, neste caso dos EUA, a ocultou -ela e outra mulher- de uma fotografia oficial da Casa Branca enquanto a equipe presidencial seguia ao vivo a operação de caça de Osama bin Laden, em 2011.

O jornal em questão, "Der Zeitung", divulgou em yidish, o idioma dos ultra-ortodoxos de origem centro-europeu, se desculpou perante a Casa Branca por emendar uma de suas fotografias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos