Atentado no sudeste da Turquia deixa 1 morto e 30 feridos

Ancara, 4 nov (EFE).- Pelo menos uma pessoa morreu e outras 30 ficaram feridas após a explosão de um carro-bomba em Diyarbakir - "capital" da região curda da Turquia -, pela qual as autoridades responsabilizaram a guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), segundo a imprensa local.

O ministro da Justiça, Bekir Bozdag, informou que várias pessoas, tanto policiais como civis, tinham morrido na explosão, embora sem especificar o número de vítimas.

A agência "Anadolu" informou que uma pessoa morreu na explosão.

Alguns jornalistas em Diyarbakir disseram à Agência Efe por telefone que o número de mortos poderia oscilar entre quatro e seis, embora o número possa aumentar porque há vários feridos em estado grave.

Previamente tinha sido informado que 30 pessoas ficaram feridas em uma explosão, que o escritório do governador de Diyarbakir atribuiu a um carro-bomba colocado por "uma organização terrorista separatista" (como as autoridades se referem ao PKK).

As autoridades determinaram o bloqueio de informações sobre o atentado, uma medida habitual na Turquia quando este tipo de ataque acontece.

Também há restrições no uso de várias redes sociais e de mensagem, como Facebook, Twitter, YouTube e Whatsapp.

A explosão aconteceu por volta das 8h (horário local), a cerca de 200 metros de uma prisão e de um prédio da Polícia, afetando vários carros e casas em uma área de um quilômetro quadrado, segundo o escritório do governador de Diyarbakir.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos