EUA elevam medidas para evitar acesso da Coreia do Norte a sistema financeiro

Washington, 4 nov (EFE).- O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira novas medidas para restringir o acesso da Coreia do Norte ao sistema financeiro americano, com o objetivo de impedir sua introdução através de bancos intermediários de terceiros países.

A nova legislação aprofunda as ações impostas em junho, quando os EUA situaram a Coreia do Norte como "uma jurisdição envolvida na lavagem de dinheiro", através do uso de instituições financeiras públicas e empresas fantasmas para evitar as sanções internacionais.

"A Coreia do Norte continua usando empresas e agentes fantasmas para realizar transações financeiras ilícitas, algumas das quais respaldam a proliferação de armas de destruição em massa e o desenvolvimento de mísseis balísticos", disse Adam J. Szubin, subsecretário interino de Inteligência Financeira e Terrorismo dos EUA, em comunicado.

O Departamento de Tesouro ressaltou que, sob a atual legislação, já fica proibida qualquer transação direta ou indireta entre entidades financeiras americanas e norte-coreanas, e as novas normas oferecem maior proteção para isolar o sistema financeiro dos EUA de atividades ilegais.

Os EUA reforçaram suas sanções contra a Coreia do Norte após o último teste nuclear, o quinto e mais potente até o momento, do regime norte-coreano realizado em setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos