Trump propõe imposto de 35% a empresas que passem a produzir no exterior

Washington, 5 nov (EFE).- O candidato do Partido Republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste sábado que imporá tarifas de 35% àquelas empresas americanas que demitam trabalhadores para passar a produzir no exterior.

Trump revelou esta proposta em comícios em Tampa (Flórida) e Willmington (Carolina do Norte), estados que é obrigado a ganhar se quiser vencer as eleições da próxima terça-feira, nas quais enfrenta a democrata Hillary Clinton.

"O roubo da prosperidade nos Estados Unidos vai acabar de maneira efetiva e rápida", garantiu Trump hoje em Tampa.

Trump baseou sua campanha em discurso protecionista contra acordos comerciais como o Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta) e o Acordo de Cooperação Transpacífico (TPP) por terem se traduzido em perdas de empregos.

O candidato prometeu voltar a ressuscitar empregos manufatureiros que com o desenvolvimento tecnológico e a globalização foram perdidos e abriram passagem a outros tipo de perfis trabalhistas.

Trump disse que os acordos comerciais mencionados não são benéficos para os EUA e devem ser renegociados para que os americanos sejam os beneficiados.

Além disso, prometeu políticas fiscais que, segundo ele, devolverão empregos aos EUA, começando com uma diminuição do imposto de sociedades de 35% para 15%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos