Assessor da presidente sul-coreana é detido por escândalo de corrupção

Seul, 6 nov (EFE).- A promotoria sul-coreana emitiu neste domingo uma ordem de detenção contra An Chong-bum, ex-assessor da presidente Park Geun hye, por seu envolvimento em um caso de corrupção que envolve uma confidente da governante acusada de abuso de poder e desvio.

Os promotores acusam An - de 57 anos e que renunciou no dia 30 de outubro quando o escândalo foi revelado - de abuso de poder e coação.

O ex-assessor de coordenação política de Park Geun-hye estava em prisão preventiva depois que começou a ser interrogado na quarta-feira passada pela Promotoria.

Suspeita-se que An colaborou com Choi Soon-il, confidente da presidente e figura central do escândalo, na hora de pressionar grandes companhias para que doassem cerca de 80 bilhões de wons (US$ 70 milhões) para duas fundações sem fins lucrativos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos