Nova Délhi adota medidas de emergência por alto índice de poluição

Nova Délhi, 6 nov (EFE).- O governo de Nova Délhi, a capital da Índia e uma das cidades mais poluídas do mundo, anunciou neste domingo um pacote de medidas de "emergência" que serão implementadas de imediato devido aos altos níveis de contaminação do ar que vêm sendo registrados há uma semana e que superam em 20 vezes os limites recomendados.

As autoridades ordenaram que todas as atividades de construção e demolição na cidade sejam paralisadas durante os próximos cinco dias, e prolongaram o fechamento de escolas pelo menos até quarta-feira, anunciou o chefe do governo local, Arvind Kejriwal, em entrevista coletiva.

No plano técnico, o Executivo está cogitando a possibilidade de utilizar chuva artificial e voltar a implantar as medidas de restrição de veículos que já estiveram em vigor temporariamente no início de ano.

Além disso, as autoridades aconselharam as pessoas a não deixarem suas casas a não ser que seja algo "absolutamente" necessário.

Um intenso nevoeiro tóxico se apoderou da cidade há cerca de uma semana, coincidindo com as celebrações da festividade hindu de Diwali, na qual ocorre uma explosão em massa de rojões e fogos de artifício, o que costuma aumentar a poluição atmosférica.

No entanto, Kejriwal garantiu que a atual situação na cidade se deve à queima de resíduos agrícolas em estados próximos da capital, como Haryana e o Punjab.

Cerca de 1.700 escolas públicas já tinham sido fechadas ontem por causa do avanço da nuvem de poluição, que também obrigou a suspensão de eventos esportivos de alto nível e hoje levou centenas de pessoas a se manifestarem no centro de Nova Délhi.

Os níveis de poluição são significativamente superiores aos de ontem em muitos pontos, o que evidencia uma aparente piora da situação.

Em Punjabi Bagh, no oeste da cidade, a concentração de partículas PM10 (aquelas inferiores a 10 mícrons) foi medida em 1.394 e a de PM2,5 (inferiores a 2,5 mícrons) em 792, o que representa um excesso de 1.160% e 1.210%, respectivamente, segundo dados do Conselho Central para o Controle da Poluição.

A média das últimas 24 horas foi de 786 no caso das partículas PM2,5, frente às 25 recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A organização considera que a concentração de partículas acima de 200 por metro cúbico é "muito insalubre", enquanto de 300 em diante, o ar se torna "tóxico".

Com 17 milhões de habitantes, Délhi é uma das cidades mais populosas do mundo e a capital mais poluída do planeta, enquanto a Índia concentra 13 das 20 cidades de maior poluição, segundo a OMS.

A situação piorou notavelmente no país desde o Festival de Diwali, que marca o início do ano novo e lembra a volta do deus Ram a seu reino após 14 anos no exílio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos