EUA dizem que eleições na Nicarágua não foram livres nem justas

Washington, 7 nov (EFE).- O porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Mark Toner, disse nesta segunda-feira em comunicado que os Estados Unidos estão "profundamente preocupados" com as decisões judiciais do processo eleitoral na Nicarágua que "impossibilitaram eleições livres e justas" no último domingo.

"Antes das eleições, o governo da Nicarágua deixou de fora candidatos da oposição, limitou a observação nacional nos centros de votação e tomou outras medidas para negar espaço democrático no processo. A decisão do governo da Nicarágua de não convidar observadores internacionais e independentes degradou ainda mais a legitimidade das eleições", disse Mark Toner.

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, foi reeleito ontem pela terceira vez consecutiva com uma ampla vantagem em uma votação sem observadores internacionais e cujos resultados não serão reconhecidos pela principal coalizão opositora, que não participou do processo.

No comunicado, o porta-voz adjunto do Departamento de Estado afirmou que os Estados Unidos continuarão "pressionando o governo da Nicarágua para que respeite as práticas democráticas, incluindo a liberdade de imprensa e o respeito pelos direitos humanos universais, de acordo com as obrigações compartilhadas na Carta Democrática Interamericana", o instrumento jurídico fiador da democracia da Organização dos Estados Americanos (OEA).

"Temos uma forte parceria com o povo da Nicarágua. Continuaremos trabalhando em nome deles para conseguir uma Nicarágua mais próspera, segura e democrática", acrescentou.

Ortega, que na próxima sexta-feira completará 71 anos, é o virtual ganhador - com sua influente esposa Rosario Murillo como vice-presidente -, de um pleito que, segundo os primeiros dados oficiais, teve participação de 65,3% dos eleitores, muito acima dos 30% calculados pela oposição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos