Fortes chuvas desenterram minas antipessoal no Saara Ocidental

Rabat, 7 nov (EFE).- As fortes chuvas que afetaram nos últimos dias algumas zonas no Saara Ocidental desenterraram várias minas antipessoal nos arredores da cidade de Smara, cerca de 160 quilômetros ao sudeste de El Aaiun.

O jornal marroquino "Al-Sabah" informou que unidades do Exército marroquino cercaram os lugares onde foram descobertas essas minas, que datam da guerra entre Marrocos e a Frente Polisário (1975-1991), para evitar que os civis tenham acesso e ocorram acidentes.

O jornal explicou que esses explosivos, arrastados pelas correntes de água até locaus próximos, foram colocados de forma "indiscriminada" pela Frente Polisário, o que complica sua desativação.

Tanto Marrocos como o independentista Polisário se acusam mutuamente da colocação da maioria destas minas; a Frente Polisário chegou a assegurar que o Exército marroquino instalou cerca de cinco milhões de minas antipessoal em todo o território do Saara Ocidental.

O enfrentamento entre as partes durou até 1991, quando a mediação da ONU fez com que ambas aceitassem um cessar-fogo e um plano de conciliação que incluía a realização de um referendo de autodeterminação do Saara, que não chegou a ser realizado.

Precisamente a missão da ONU no Saara (Minurso), que não pôde avançar na realização do referendo, se limita atualmente aos únicos trabalhos de vigiar o cessar-fogo e desminagem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos