Polícia turca detém deputado de partido pró-curdo

Ancara, 7 nov (EFE).- A Polícia da Turquia prendeu nesta segunda-feira um deputado do Partido Democrático dos Povos (HDP), a formação da esquerda pró-curda, que tinha ordem de prisão decretada desde a sexta-feira.

O vice-primeiro-ministro e porta-voz do governo turco, Numan Kurtulmus, anunciou a detenção em entrevista coletiva em Ancara, segundo o jornal "Hürriyet". O deputado Nihat Akdogan foi detido na província de Hakkari.

Outros nove legisladores do HDP, incluindo seus dois líderes, Selahattin Demirtas e Figen Yüksekdag, já tinham sido presos na sexta, mas restavam três. Agora, apenas dois, Faysal Sariyildiz e Tugba Hezer Ozturk, continuam livres, já que estão fora da Turquia e afirmaram que não voltarão ao país.

As detenções aconteceram dentro de uma investigação sobre supostos vínculos do partido com o grupo armado Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK), apesar do HDP sempre ter defendido a via pacífica.

As detenções foram criticadas tanto pela oposição turca quanto pelos Estados Unidos, a União Europeia (UE) e várias organizações internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos