Trump afirma que Hillary está protegida por sistema "totalmente manipulado"

Miami, 7 nov (EFE).- O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, usou suas últimas horas de campanha nesta segunda-feira na Flórida para acusar sua rival democrata, Hillary Clinton, de estar protegida por um sistema "manipulado", em referência à decisão do FBI de exonerá-la pelo caso de seus e-mails.

"(Hillary) está protegida por um sistema totalmente arranjado (...), por uma classe dirigente em Washington completamente corrupta", afirmou Trump durante um ato eleitoral na cidade de Sarasota, no litoral sudoeste da Flórida, um dos estados mais cobiçados por ambos candidatos.

O magnata nova-iorquino centrou seu discurso em fazer críticas pesadas contra a candidata democrata para, segundo disse, "acabar com um governo de corrupção".

Neste domingo, o diretor da polícia federal americana, James Comey, informou ao Congresso que não há razões para apresentar acusações, como já havia determinado em julho, contra Hillary pelo uso de seus e-mails do Departamento de Estado após revisar novas informações.

Em um estado com tanto peso latino e de amplas minorias, não faltaram apelações de Trump aos porto-riquenhos, venezuelanos, cubanos, dominicanos e haitianos, uma "maravilhosa comunidade" que terão nele, segundo prometeu, "um campeão que nunca os deixará cair".

Trump se mostrou convencido de que a Flórida optará por sua candidatura e atacou Hillary por não retornar a este estado, porque, garantiu, "ela não tem nada a ver com a Flórida".

Em seguida, atemorizou seus eleitores ao alertar que, "se perdemos, nunca teremos uma oportunidade, nem em quatro nem em oito anos, para drenar o lamaçal" de Washington.

Três pesquisas divulgadas hoje apontam diferentes ganhadores neste estado, que Trump necessita conquistar obrigatoriamente se quiser chegar à Casa Branca.

Duas delas, realizadas pela Universidade Quinnipiac e pela Opinion Savy com 884 e 853 eleitores, dão uma ligeira vantagem a Hillary, de 1 e 2 pontos, respectivamente.

No entanto, outra realizada pelo Trafalgar Group com 1.100 eleitores afirma que Trump estaria quatro pontos na frente de sua rival na Flórida.

Com isso, o site Real Clear Politics, que realiza médias das últimas pesquisas, dá a Hillary uma exígua vantagem de 0,2 pontos percentuais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos