Centros de votação começam a fechar as portas nos Estados Unidos

Washington, 8 nov (EFE).- Os primeiros centros de votação a fechar nos Estados Unidos, nos estados de Indiana e Kentucky, cerraram suas portas nesta terça-feira às 18h (horário local, 20h de Brasília) em eleições nas quais os cidadãos devem escolher seu presidente entre a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump.

Os centros de votação da maior parte de Indiana e da metade oriental de Kentucky fecharam às 18h, mas vários colégios eleitorais dos dois estados permanecerão abertos por mais uma hora.

A essa hora também fecharão suas portas os centros de votação de outros quatro estados: Geórgia, um dos "swing states" disputados por democratas e republicanos; Carolina do Sul, previsivelmente republicano; Vermont, com forte tradição democrata; e Virgínia, onde Hillary parece ter vantagem.

Na Flórida, um estado-chave e com um grande peso no resultado final da noite, a maioria dos centros de votação fecham às 19h (21h), embora haja pequenas partes do território que são regidas por outro fuso horário e que fecharão um hora mais tarde.

Em New Hampshire os primeiros colégios eleitorais fecham também às 19h, quando começam as projeções, embora haja partes do estado que não terminam de votar até uma hora mais tarde.

Os resultados das eleições serão conhecidos de maneira escalonada, começando com o fechamento dos colégios eleitorais na Costa Leste e terminando pelos estados do Havaí e Alasca.

Mais de 200 milhões de americanos estão convocados às urnas para escolher seu presidente, renovar o total das 435 cadeiras da Câmara dos Representantes, um terço do Senado e eleger seus governadores em 12 estados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos