Samsung é alvo operação por conta de escândalo de corrupção na Coreia do Sul

(Atualiza com apreensão de documentos e registro do escritório).

Seul, 8 nov (EFE).- Representantes da promotoria da Coreia do Sul estiveram nesta terça-feira nos escritórios da Samsung, em Seul, por conta da suspeita de que a empresa poderia estar envolvida no escândalo de corrupção em torno da presidente do país, Park Geun-hye, e sua confidente e amiga, Choi Soon-sil.

Segundo confirmou à Agência Efe um porta-voz da Samsung, o escritório responsável pelas relações externas da companhia diante da suspeita de que pode ser responsável de um crime de tráfico de influência que busca favorecer a filha de Choi, a cavaleira Chung Yoo-ra, diante da Federação de Equitação da Coreia do Sul.

Os agentes da promotoria requisitaram na empresa documentos relacionados entre a multinacional e a federação.

Especificamente, a promotoria investiga acusações de que a Samsung enviou US$ 3,1 milhões para uma empresa que está em nome de Choi, na Alemanha, para financiar a carreira de sua filha, de 20 anos.

Os promotores estiveram em nove locais, entre eles o escritório de Park Sang-jin, diretor de relações corporativas da Samsung Electronics e presidente da Federação de Equitação sul-coreana.

É a primeira vez em oito anos que funcionários do Ministério Público sul-coreano entram nas sedes do maior conglomerado do país asiático.

O fato acontece apenas cinco dias depois de que um diretor da Samsung foi interrogado sobre as suspeitas que Choi, em parceria com um ex-secretário da presidente sul-coreana, arquitetou um plano para pressionar empresas que doassem fundos para duas fundações sem fins lucrativos.

Acredita-se que Choi Soon-sil tenha se apropriado ilicitamente de parte dessas verbas.

Aos 60 anos de idade, ela está presa desde a semana passada, enquanto segue sendo interrogada e suas finanças investigadas.

Além disso, Choi está sendo acusada, no que seria o maior escândalo de corrupção no país nos últimos anos, de acessar documentos oficiais restritos e modificar discursos importantes da presidente Park Geun-hye, cuja popularidade caiu para cerca de 5%.

Choi Soon-sil é filha do falecido líder de uma seita religiosa que se tornou mentor de Park há décadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos