Afegã da capa da "National Geographic" já está em Cabul após sair da prisão

Cabul, 9 nov (EFE).- Sharbat Gula, a afegã que estampou em 1985 a capa da revista "National Geographic" com seus enormes olhos verdes, já está em Cabul após atravessar nesta quarta-feira a fronteira com o Paquistão, onde vivia como refugiada e foi detida há três semanas por posse ilegal de documentos de identidade.

"Gula, com seus quatro filhos, acaba de chegar a Cabul", afirmou o embaixador afegão no Paquistão, Omar Zakhilwal, em mensagem em seu perfil oficial no Facebook.

O diplomata afirmou ainda que a mulher conhecida como "a menina afegã" será recebida pelo presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, em cerimônia de boas-vindas.

Segundo Zakhilwal, a população na província oriental de Nangarhar, na fronteira com o Paquistão, e representantes locais "estavam preparados para receber Gula" na ruas, mas, devido a seu estado de saúde, se decidiu que viajasse diretamente a Cabul.

Fontes diplomáticas afegãs tinham antecipado anteriormente que a refugiada, de 40 anos e portadora de hepatite C, seria recebida após sua libertação pelo presidente do país, que lhe prometeu uma nova casa.

Gula foi detida no dia 26 de outubro na cidade paquistanesa de Peshawar por supostamente obter documentos de identidade do Paquistão para ela e dois supostos filhos após subornar três funcionários públicos.

A mulher foi confinada então por 15 dias, dos quais já cumpriu a maioria, após declarar-se culpada de todas as acusações.

O fotógrafo americano Steve McCurry imortalizou a afegã em 1984, quando tinha 12 anos, em um campo de refugiados em Peshawar, em uma fotografia que seria publicada um ano depois convertendo-se em uma das imagens mais icônicas do século XX.

O Paquistão abrigava até este ano 1,4 milhão de afegãos registrados legalmente e outros 900.000 em situação ilegal, o que lhes transforma em uma das maiores e mais antigas comunidades de deslocados do mundo, após iniciar seu êxodo a território paquistanês com a invasão soviética em 1979.

Mais de meio milhão desses refugiados retornaram ao Afeganistão neste ano, a grande maioria nos últimos três meses, perante o ultimato do governo paquistanês para que abandonem o país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos