África do Sul espera poder contar com Trump para promover a paz no continente

Johanesburgo, 9 nov (EFE).- O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, afirmou nesta quarta-feira que espera poder trabalhar com o próximo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com o objetivo de "promover a paz, a segurança e a prosperidade" no mundo e no continente africano.

Em um breve comunicado no qual felicitou o candidato republicano por sua vitória eleitoral, Zuma transmitiu seus "melhores desejos" a Trump, e expressou sua intenção de seguir desenvolvendo a "intensa relação" que a África do Sul tem com os Estados Unidos.

Segundo dados do governo, os Estados Unidos são o destino de entre 12% e 15% das exportações da África do Sul.

Analistas sul-africanos expressaram inquietação perante a possibilidade de Trump mudar a Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA), que facilita o acesso ao mercado americano às exportações dos países africanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos