Líderes dos Bálcãs parabenizam Trump e confiam em apoio dos EUA em segurança

Berlim, 9 nov (EFE).- Os líderes de Lituânia, Estônia e Letônia parabenizaram nesta quarta-feira o republicano Donald Trump pela vitória nas eleições presidenciais nos Estados Unidos e expressaram a confiança em manter e aprofundar as relações em matéria de segurança e defesa.

Em carta ao presidente eleito, a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaité, lembrou que os EUA apoiaram a "liberdade e a independência" do país e ressaltou que a força da amizade entre ambos os países estará sempre unida à posição firme norte-americana de não reconhecer a ocupação dos países da região dos Bálcãs.

Nesse sentido, Grybauskaité manifestou esperança de os EUA se manterem no futuro como um aliado "sério e próximo" para o país.

A presidente disse que a Lituânia está disposta a fortalecer as relações entre Europa e EUA, de proteger os princípios da liberdade, democracia e de materializar mutuamente projetos beneficentes, além de cooperar tanto em nível bilateral e dos estados bálticos dentro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Já o presidente da Letônia, Raimonds Vejonis, expressou o desejo de manter uma estreita cooperação com o novo líder dos EUA.

"Continuaremos com nossa cooperação em matéria de defesa coletiva, na luta contra o terrorismo e em outros desafios atuais em matéria de segurança", disse Vejonis, citado pela agência "Leta".

Vejonis disse que os dois países compartilham valores democráticos e afirmou que os EUA sempre serão um parceiro estratégico para a Letônia e um importante aliado na Otan.

A presidente da Estônia, Kersti Kaljulaid, afirmou que as relações bilaterais com os EUA são caracterizadas por boa cooperação em muitas esferas, especialmente em matéria de segurança.

"Os EUA são e serão para Estônia um dos aliados e parceiros mais importantes. Estou convencida que sob o novo governo a cooperação transatlântica entre EUA e Europa continuará", disse Kaljulaid, em carta de felicitações a Trump pela vitória nas eleições.

Na campanha, Trump disse que o apoio aos parceiros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) não seria automático, mas sim condicionado, em implícita referência às contribuições econômicas que devem ser feitas pelos membros da aliança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos