Líderes nórdicos confiam em manutenção de relação estreita com os EUA

Copenhague, 9 nov (EFE).- Líderes dos países nórdicos mostraram nesta quarta-feira confiança de que manterão estreitas relações com os Estados Unidos após o triunfo de Donald Trump nas eleições presidenciais do país e destacaram a importância dessa colaboração para garantir a segurança.

"A Suécia tem uma longa tradição de colaboração com os EUA, independentemente da cor do partido. O governo entrará em contato com a nova administração para proteger os interesses suecos e europeus, e promover a segurança e a estabilidade", afirmou em comunicado o primeiro-ministro do país, Stefan Löfven.

Löfven, que não parabenizou Trump pela vitória, afirmou que muitos ficaram "pouco tranquilos" pelo resultado do pleito.

O primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Lokke Rasmussen, mostrou esperança de que o novo governo dos EUA mantenha a "parceria aberta e construtiva que caracterizou o país por muitos anos".

"A Europa precisa de um EUA forte, à frente do mundo livre e que se baseie na democracia e no diálogo", disse Rasmussen.

Já o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, parabenizou Trump pela vitória e desejou "sorte e sabedoria" durante o exercício do cargo, um posto de "grande importância para todo o mundo".

Niinistö destacou que o triunfo do republicano ocorre no momento de maior tensão na política internacional desde o fim da Guerra Fria e expressou seu desejo de que os EUA mantenham seu compromisso com a segurança da Europa e, mais concretamente, com a região de Báltico.

"O presidente dos EUA tem uma posição e uma responsabilidade única na política mundial. Donald Trump, como próximo líder da política externa do país, terá um grande impacto sobre como será o mundo ao fim de seu mandato", afirmou Niinistö em nota.

A primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, destacou que a relação com os EUA constitui a base da política externa de seu país e defendeu que comunidade internacional precisa da liderança norte-americana.

"Queremos nos colocar em rápido contato com a nova administração. Para o governo, o mais importante é defender os interesses noruegueses. Os EUA são importantes para a economia norueguesa, os postos de trabalho e a segurança do país", disse Solberg.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos