Trump saboreia vitória enquanto EUA perguntam que presidente ele será

Beatriz Pascual Macías.

Washington, 9 nov (EFE).- Donald Trump saboreou nesta quarta-feira a vitória nas eleições presidenciais em particular e no seu apartamento no alto da Trump Tower, em Manhattan, enquanto os Estados Unidos se perguntam que tipo de presidente ele será.

O empresário teve reuniões privadas com seu assessores mais próximos, ligou para familiares, partidários e conversou com seu companheiro de chapa, Mike Pence, o governador de Indiana que será o novo vice-presidente dos EUA e pessoa encarregada de assumir o comando do país se o presidente renunciar ou morrer.

A transição de poderes entre o governo de Barack Obama e o que será liderado por Trump começará imediatamente, pois o bilionário começará a receber os mesmos resumos com informações militares e de inteligência que o atual presidente, segundo fontes do Departamento de Defesa.

Até que assuma o poder, em 20 de janeiro, Trump se reunirá com funcionários do alto escalão do governo atual em Nova York e também em um grande escritório em Washington, aberto de maneira provisória.

Em seu chamativo arranha-céus de Manhattan, que está cercado por policiais e agentes do serviço secreto, Trump recebeu hoje o presidente do Comitê Nacional Republicano (RNC), Reince Priebus, que aplaudiu uma "vitória histórica" ao nível do ex-presidente Ronald Reagan.

Com o país nas mãos dos conservadores, que mantiveram a maioria nas duas câmaras do Congresso, figuras de destaque do Partido Republicano, como o presidente da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, tiveram que dar hoje o braço a torcer e reconhecer o mérito de Trump, de quem o próprio Ryan desdenhou e do qual evitou se aproximar devido a seus comentários ofensivos contra as mulheres, entre outras polêmicas.

"Donald Trump ouviu uma voz neste país que ninguém mais tinha escutado", reconheceu Ryan em entrevista coletiva no estado de Wisconsin, que ele representa na Câmara.

Enquanto os republicanos parabenizavam o magnata, os democratas do Congresso guardavam silêncio, e a concorrente de Trump na disputa pela presidência, Hillary Clinton, pediu a seus simpatizantes para que deem a Trump uma oportunidade para liderar o país.

O restante dos Estados Unidos - e diversos países - se perguntou que tipo de presidente será Trump, líder de uma campanha presidencial que soube entender a raiva popular contra as elites, mas que não detalhou como desenvolverá algumas de suas propostas principais sobre imigração ou livre-comércio.

Nesses detalhes mais concretos, terão um papel essencial os novos membros do governo, cujos nomes podem ser divulgados nos próximos dias ou semanas.

Entre os possíveis candidatos estão membros de seu círculo mais próximo, como o senador pelo Alabama, Jeff Sessions; o ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich; o ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani; e o governador de Nova Jersey, Chris Christie, segundo fontes da campanha de Trump, citadas pelo jornal "New York Times".

Em seu discurso ontem à noite para comemorar a vitória, Trump deixou para trás sua retórica incendiária, pediu a união do povo americano e para que "as feridas da divisão" após uma dura campanha eleitoral se fechem.

Hoje, no entanto, a ansiedade é profunda entre imigrantes em geral, muçulmanos e outros grupos que se sentiram atacados por Trump, que durante a campanha prometeu deportar todos os imigrantes ilegais e garantiu que bloqueará a entrada de muçulmanos ao país para combater o terrorismo jihadista.

Com sua campanha, Donald Trump pôs em relevo as tensões de uma sociedade em transição e o morde e assopra de um país dividido entre seus cidadãos e políticos.

Como novo presidente eleito, Trump terá o desafio de sanar curas feridas e definir qual é o lugar dos Estados Unidos no mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos