Cazaquistão e Coreia do Sul pedem para Pyongyang abandonar armas nucleares

Seul, 10 nov (EFE).- O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, e a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, pediram nesta quinta-feira que a Coreia do Norte abandone seu programa de armas nucleares e se comprometeram em iniciar negociações para um futuro acordo comercial.

Os dois chefes de Estado pediram que a Coreia do Norte "deixe todas as atividades de seu programa nuclear de uma maneira completa, verificável e irreversível, conforme as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas", segundo uma declaração conjunta assinada após seu encontro bilateral em Seul.

Nazarbayev e Park também solicitaram ao regime de Kim Jong-un que "interrompa imediatamente as provocações", em referência aos testes nucleares e de mísseis, e expressaram "sérias preocupações" pela situação dos direitos humanos do povo norte-coreano.

O presidente do Cazaquistão, um país que abriu mão de suas armas nucleares e participou ativamente nos esforços para desnuclearizar a Ásia Central após o colapso da União Soviética em 1991, desembarcou ontem, na Coreia do Sul, para uma visita de três dias.

Na reunião de hoje, os dois líderes buscaram estreitar laços não apenas na questão da segurança, mas também em comércio, investimentos, energia e outros setores.

Ambos se comprometeram em trabalhar em conjunto com o objetivo de iniciar rapidamente as negociações para um tratado de livre-comércio entre Coreia do Sul e a União Econômica Eurasiática (UEE), que inclui a Rússia, Belarus, Armênia, Quirguistão e Cazaquistão, presidente rotativo neste ano.

Além disso, exploraram as possibilidades de aumentar a cooperação em infraestruturas e selaram dez memorandos de entendimento sobre cooperação em áreas como investimento, comércio e logística, segundo a declaração conjunta.

Também, aproximadamente 400 representantes das comunidades empresariais dos dois países se reuniram hoje, em um fórum em Seul, onde os cazaques apresentaram o programa "Nurly Zhol" para modernizar as infraestruturas do país, enquanto os sul-coreanos mostraram suas tecnologias em eletrônica, construção e plantas.

No ano passado, Coreia do Sul e Cazaquistão trocaram mercadorias no valor de US$ 760 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos