Executados em Riad um saudita e um iemenita por 2 assassinatos

Riad, 10 nov (EFE).- As autoridades sauditas executaram nesta quinta-feira um cidadão saudita e outro de nacionalidade iemenita que foram condenados à morte pelo assassinato de duas pessoas em dois crimes diferentes, informou o Ministério do Interior do país.

Segundo um comunicado, divulgado pela agência de notícias saudita "SPA", o cidadão iemenita Talal Abdullah al Hendi matou com uma punhalada no pescoço um compatriota devido a diferenças entre eles.

Além disso, o saudita Arnan al Qahtani assassinou com um fuzil automático outro homem de sua mesma nacionalidade, também devido a uma briga.

Ambas as execuções foram cumpridas na capital saudita, Riad.

As duas sentenças da corte de primeira instância foram confirmadas pelos Tribunais de Apelação e pelo Supremo, e a ordem final foi ratificada através de um decreto pelo rei saudita, Salman bin Abdelaziz.

A maioria das execuções na Arábia Saudita acontecem mediante decapitação com sabre em uma severa aplicação da lei islâmica ou "sharia", que castiga com a pena capital os culpados de assassinato, narcotráfico, feitiçaria e outros crimes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos