Obama se encontrará com Xi em sua última viagem ao exterior como presidente

Washington, 11 nov (EFE).- O presidente americano, Barack Obama, que chegará à Grécia no dia 15 e dará um discurso sobre os valores da democracia, partirá para Alemanha depois, onde se reunirá com seus "mais próximos aliados" europeus (França, Itália, Reino Unido e Espanha) e depois seguirá para o Peru onde se encontrará com o líder chinês, Xi Jinping, informou nesta sexta-feira a Casa Branca.

Obama iniciará sua última viagem internacional com a primeira visita à Grécia na próxima terça-feira, onde sustentará um encontro com o primeiro-ministro Alexis Tsipras, e oferecerá um discurso sobre o valor da democracia em Atenas, apontou um funcionário americano em uma conferência telefônica.

A viagem ocorrerá apenas semanas depois do surpreendente triunfo do republicano Donald Trump nas eleições, com quem o líder se reuniu ontem na Casa Branca para iniciar o processo de transição.

Na quinta-feira, dia 17, Obama irá à Alemanha para sustentar uma reunião com a chanceler Angela Merkel, e na sexta-feira (18) participará de uma cúpula "com seus mais estreitos aliados europeus".

Nela participarão, além da anfitriã Merkel, o presidente francês, François Hollande; o primeiro-ministro da Itália Matteo Renzi, o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May.

O funcionário reconheceu que a recente vitória eleitoral nos EUA de Trump será sem dúvida um dos temas a tratar durante o encontro com os líderes europeus.

Por fim, no Peru, na cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), que será realizada no sábado e no domingo próximos, Obama terá reuniões bilaterais com o presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, com o presidente da China, Ji Xiping, e o primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull.

Além disso, espera realizar um encontro com os líderes dos países participantes do Acordo Transpacífico de Cooperação Econômica (TPP), assinado no começo do ano e pendente de ratificação pelo Congresso americano.

O futuro do TPP parece interditado após a vitória eleitoral de Trump, que fez campanha com a promessa de retirar os EUA do acordo comercial, que rotulou de o "pior da história".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos