Presidente do Parlamento Europeu teme que Trump desacelere Acordo de Paris

Bruxelas, 11 nov (EFE).- O presidente do Parlamento Europeu (PE), o socialista alemão Martin Schulz, considerou nesta sexta-feira que é pouco provável que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, retire seu país do Acordo de Paris, mas ressaltou que teme que o governo comandado pelo bilionário desacelere a implementação do pacto climático.

"Muito lixo é falado durante as campanhas eleitorais", afirmou Schulz sobre a promessa de Trump de deixar o pacto internacional para lutar contra a mudança climática e limitar o aumento da temperatura global a um máximo de dois graus centígrados no final deste século em relação aos níveis pré-industriais.

No entanto, o presidente do PE destacou que as duas câmaras do Congresso dos Estados Unidos têm maioria republicana "e isso pode fazer com que o governo esteja tentado, caso não cancele o Acordo de Paris, a desacelerar sua implementação".

"Talvez, essa será a ameaça", disse Schulz em uma conferência em Luxemburgo junto com o presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, e o principal responsável do Tribunal de Justiça da União Europeia (UE), Koen Lenaerts.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos