Príncipe Harry lidera homenagem aos britânicos caídos em guerras

Londres, 11 nov (EFE).- O príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth II da Inglaterra, presidiu nesta sexta-feira a homenagem aos caídos nas guerras ao recordar o "Dia do Armistício", que pôs fim à Primeira Guerra Mundial em 11 de novembro de 1918.

Vestido com uniforme militar, o príncipe depositou uma coroa de flores diante do monumento que lembra os caídos das forças armadas em Staffordshire, no oeste da Inglaterra, antes de ler o famoso poema "O Soldado" de Rupert Brooke.

O filho do príncipe Charles e da falecida Diana de Gales, de 32 anos, participou da cerimônia acompanhado por integrantes das forças armadas, enquanto em escolas e estabelecimentos públicos os cidadãos fizeram dois minutos de silêncio.

Todos os dias 11 de novembro, data do Armistício que foi selado na 11ª hora, do 11º dia, do 11º mês de 1918, são homenageados no Reino Unido os integrantes das forças armadas mortos em todos os conflitos desde a Primeira Guerra Mundial.

As cerimônias oficiais serão presididas neste domingo pela rainha Elizabeth II, de 90 anos, no Cenotáfio de Londres.

Centenas de pessoas depositaram hoje papoulas nas fontes da Praça Trafalgar, quando o Big Ben soou suas badaladas às 11h locais (9h de Brasília).

É tradição no país que os cidadãos utilizem, desde o fim de outubro até hoje, o simbólico "Poppy", um pequeno broche vermelho em forma de papoula, para homenagear os militares e ex-combatentes britânicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos