Turquia fecha 370 ONGs por supostos vínculos com o terrorismo

Ancara, 11 nov (EFE).- O Ministério turco do Interior ordenou nesta sexta-feira, amparado pelo estado de exceção decretado após o fracassado golpe militar de 15 de julho, a cessação de atividades de 370 ONGs por supostos vínculos com o terrorismo.

Em comunicado, o Ministério informou que essas associações, repartidas em 39 províncias do país, foram fechadas "para proteger a segurança geral e a ordem pública".

Um total de 153 entidades fechadas foram acusadas de ter vínculos com a confraria do clérigo islamita Fethullah Gülen, radicado nos Estados Unidos e a quem Ancara acusa de ter incentivado o fracassado levante.

O Ministério garantiu que outras 190 associações estão relacionadas com o proscrito Partido de Trabalhadores do Curdistão (PKK), a guerrilha curda, enquanto 19 têm vínculos com o grupo terrorista de esquerda DHKP-C e outras 8 com o jihadista Estado Islâmico (EI).

Segundo a nota oficial, estão em curso as investigações sobre as ONGs fechadas, cujos nomes não foram divulgados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos