Centenas protestam contra Trump em frente à embaixada dos EUA em Berlim

Berlim, 12 nov (EFE).- Cerca de 500 pessoas se reuniram neste sábado em frente à embaixada americana em Berlim para protestar contra o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu propósito de erguer um muro na fronteira com o México, à imagem do que dividiu a capital alemã durante a Guerra Fria.

A concentração tinha sido convocada pelas redes sociais sob o lema de "Berlim against Trump" ("Berlim contra Trump") e se seguiu a um ato de protesto espontâneo que aconteceu na quarta-feira passada nesse mesmo lugar, após a confirmação da vitória do candidato republicano.

A embaixada dos Estados Unidos em Berlim está situada junto ao emblemático Portão de Brandemburgo, infranqueável durante as décadas em que o muro partiu a cidade - de 1961 a 1989 -, já que ficou incrustrado entre os blocos de concreto do que era chamado de "faixa da morte".

Junto ao paralelismo entre a traumática divisão de então e a que Trump anunciou para a fronteira entre seu país e México, os manifestantes expressaram seu protesto contra as atitudes racistas e sexistas atribuídas ao presidente eleito.

Nesse sentido, algumas manifestantes levavam hoje cartazes alusivos às acusações de abusos sexuais lançadas durante a campanha eleitoral por várias mulheres contra Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos