Diálogo entre governo e oposição avança na Venezuela

Caracas, 11 nov (EFE).- O secretário-geral da Unasul, Ernesto Samper, anunciou que o governo e a oposição venezuelana avançaram na sexta-feira, durante a segunda reunião de diálogo, "acordos fundamentais" que serão anunciados neste sábado, quando a mesa voltará a se reunir.

"Foram feitos progressos em alguns acordos fundamentais cujos conteúdos exatos serão revelados amanhã", afirmou Samper, anunciando que neste sábado vai continuar a mesa de discussão às 10h (hora local) porque "há ainda algumas questões a serem definidas, algumas relacionadas com o tema de verdade e justiça".

O ex-presidente colombiano, que qualificou a reunião como "muito bem-sucedida" fez esta declaração ao lado do representante do Vaticano, Claudio Maria Celli, ao concluir o encontro de quase seis horas em um hotel de Caracas.

"Eu vejo como muito positivo este momento, um dos participantes, um dos ex-presidentes, empregou a palavra milagre", destacou o bispo Celli.

O prelado disse ter dado "graças a Deus" porque, em sua opinião, na reunião "brotava o desejo de encontrar soluções comuns aos problemas que o país está enfrentando".

Samper disse que as delegações do governo e a oposição concordaram em "incorporar" um governador de cada parte na mesa, por esse motivo agora haverá cinco membros de cada representação na mesma.

Ele também anunciou que foi acordado convidar ao diálogo a representantes de setores sociais, "os trabalhadores, empresas" e a todos aqueles os setores "queiram convidar".

Além disso, informou que durante a reunião as quatro mesas de trabalho sobre soberania, economia, direitos humanos e agenda eleitoral, apresentaram panorama dos progressos realizados.

Ele disse que na mesa dirigida pelo ex-chefe do governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero, foi falada dos "avanços sobre a convivência dos poderes, o equilíbrio".

O chefe de Unasul também observou que os mediadores pediram para as partes darem neste sábado um "declaração de princípios" sobre "esses denominadores comuns que hoje poderiam unir os venezuelanos em função da paz e a comunidade".

Nem os representantes do governo nem os da oposição deram declarações após o término do encontro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos