Forças especiais paquistaneses afirmam ter matado líder do Jundullah

Islamabad, 12 nov (EFE).- As forças especiais pasquitanesas mataram o líder da organização terrorista Jundullah, Arif, também conhecido como Saqiz Anjum, segundo no comando da província Sindh (sul) do Tehreek i Taliban (TTP), a principal organização talibã do país, informou neste sábado uma fonte oficial.

Um porta-voz dos Rangers em Karachi (sul), major Sibtain, indicou à Agência Efe que esse corpo especial realizou entre quinta-feira e sexta-feira uma batida na zona de Hub Tehsil, no Baluchistão (sudoeste) na qual morreu Arif.

De acordo com a fonte, o líder da organização estava planejando ataques contra a sede dos Rangers em Karachi, capital econômica do país e, com 20 milhões de habitantes, a cidade mais populosa.

O porta-voz afirmou que no lugar da operação foi encontrado um grande arsenal de explosivos, munição para morteiros e granadas, pistolas, rifles e outras armas.

Jundullah, uma organização vinculada à Al Qaeda e parte do TTP, está por trás de alguns dos ataques mais mortais perpetrados no Paquistão nos últimos anos.

Em janeiro do ano passado, foi atribuída ao grupo a morte de 55 pessoas em um templo xiita em Sindh, e em novembro de 2014 o mesmo assumiu a autoria de uma bomba que deixou mais de 50 mortos e cerca de cem feridos no posto fronteiriço do Paquistão com a Índia de Wagah, palco de uma popular cerimônia militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos