Hillary culpa FBI por sua derrota para Trump

Washington, 12 nov (EFE).- A ex-candidata do Partido Republicano à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, culpou neste sábado por sua inesperada derrota eleitoral o FBI por ter anunciado alguns dias antes das eleições uma nova investigação relacionada ao uso de servidores de correio eletrônico privados que fez quando era secretária de Estado.

Estas são as declarações mais extensas que Hillary faz desde o discurso de Nova York, que aconteceu no dia seguinte das eleições do dia 8 de novembro e no qual admitiu sua derrota para seu rival, Donald Trump, agora presidente eleito do país.

Em um telefonema com doadores, vazado para a imprensa, Hillary responsabilizou o diretor do FBI, James Comey, pela derrota, pois 11 dias antes das eleições ele anunciou uma nova investigação sobre o uso que Hillary fez de servidores de correio privados para tratar assuntos oficiais quando era secretária de Estado (2009-2013).

Durante o telefonema de cerca de 30 minutos, Hillary considerou que a decisão de Comey levantou de novo a polêmica dos e-mails na capa dos jornais, chamou a atenção do público e impediu a democrata de encerrar a campanha com uma mensagem otimista, destinada a conquistar os indecisos.

"Há muitas razões pelas quais uma eleição como esta não tem sucesso", admitiu Hillary, segundo um doador que transmitiu as declarações ao "The New York Times" e "The Washington Post".

"Nossa análise é que a carta de Comey, que levantou dúvidas que eram infundadas, deteve nosso impulso", afirmou Hillary, que teve que enfrentar duros ataques de Trump por causa da nova investigação, relacionada ao computador do ex-marido de uma de suas assessoras, Huma Abedin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos