Líder do EI fugiu de Mossul, confirma autoridade iraquiana

Erbil (Iraque), 12 nov (EFE).- O líder do grupo jihadista Estado Islâmico, Abu Bakr al Bagdadi, fugiu da cidade iraquiana de Mossul, segundo o governador da província de Ninawa, Nofal Hamadi al Sultan, que falou de uma derrota "iminente" dos extremistas.

O governador de Ninawa, cuja capital é Mossul, revelou em entrevista coletiva na cidade de Erbil que "há informações confirmadas sobre a fuga do líder do Daesh (acrônimo em árabe do EI)".

De acordo com Al Sultan, a última gravação de áudio emitida por al-Baghdadi indica que ele está fora de Mossul, sem oferecer mais detalhes sobre esta conclusão.

Nesse áudio, divulgado em 3 de novembro, o autoproclamado califa pediu que seus combatentes não deixem Mossul. "Não fujam (...) isto é o prelúdio da vitória", afirmou em uma tentativa de encorajar suas fileiras.

O governador não precisou o paradeiro do líder jihadista, nem se este teria fugido à cidade síria de Al Raqqa, como outros dirigentes e combatentes do grupo.

A respeito, Al Sultan afirmou hoje que os principais dirigentes do EI e os combatentes de nacionalidade estrangeira se transferiram a Al Raqqa, o reduto dos jihadistas na Síria, e que em Mossul só restam extremistas iraquianos.

Em seu comparecimento na sede temporária da Prefeitura em Erbil, o governador garantiu que o afundamento do EI é "iminente" e que as forças iraquianas avançam "rapidamente" para recuperar Mossul.

Os bairros de Mossul "foram palco de um grande avanço da segurança iraquiano que obteve vitórias perante o EI", ressaltou Al Sultan, que destacou que "a batalha decisiva" contra os jihadistas vai acontecer "em breve" e "não se prolongará".

Também revelou que são notáveis os indícios de "um levantamento interno dos jovens de Mossul contra o EI" há alguns dias.

O governador disse, além disso, que as tropas estão estreitando o cerco sobre os extremistas e que as autoridades "nunca permitirão o retorno do EI a Mossul uma vez liberada".

A ofensiva das tropas iraquianas e curdas para libertar Mossul começou em 17 de Outubro desde três frentes -norte, sul e leste-, e permitiu até o momento a conquista de vários bairros orientais da urbe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos