Erdogan volta a insinuar possível referendo sobre adesão à União Europeia

Istambul, 13 nov (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, voltou a insinuar, em entrevista publicada neste domingo no jornal "Hürriyet", que poderia convocar um referendo sobre a conveniência de continuar as negociações de adesão à União Europeia.

"A União Europa tenta nos forçar, quer que nós nos retiremos do processo. Mas se eles não nos querem, por serem os donos da casa, que o digam claramente, que façam o necessário", disse Erdogan em uma entrevista realizada logo depois de seu retorno de uma visita oficial à Belarus.

"Não teremos uma paciência eterna. Se for preciso mais adiante, também perguntaremos ao povo. Da mesma forma que a Inglaterra foi e perguntou ao povo, nós perguntaremos, para ver que diz a nação, e o que ela disser, nós faremos", garantiu o presidente turco, em referência ao plebiscito do Brexit.

Não é a primeira vez que Erdogan sugere um referendo sobre a continuidade do processo, já que fez a mesma proposta em junho deste ano, mas sem concretizá-la depois.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos