Primeiro-ministro da Bulgária renuncia após derrota de candidata governista

Sofia, 13 nov (EFE).- O primeiro-ministro da Bulgária, Boyko Borisov, anunciou neste domingo que seu governo renunciará em bloco depois do fracasso da candidata governista, Tsetska Tsacheva, nas eleições presidenciais de hoje.

"Amanhã ou depois de amanhã levaremos a renúncia deste governo no parlamento", disse Borisov na televisão, depois que as pesquisas de boca de urna apontaram a vitória do candidato independente Rumen Radev, com 58% dos votos, contra 36% de Tsacheva.

Borisov e Tsacheva felicitaram Radev e a futura vice-presidente, Iliana Yotova, por sua vitória e reconheceram a "categórica e clara" derrota de seu partido, o europeísta GERB, de centro-direita.

"Depois destas eleições fica claro que a atual coalizão não tem maioria. Agora nem o Orçamento Estatal de 2017 será aprovado no parlamento. Amanhã ou depois de amanhã, no primeiro dia de trabalho do parlamento, levaremos a renúncia deste governo", reforçou Borisov.

"Seremos oposição, segundo a vontade do povo. Sempre pensei que fazíamos boas coisas para esta nação. A construção de infraestruturas e a luta contra o contrabando...", resumiu sobre o que considera suas conquistas.

"Não tentaremos formar novo governo dentro do atual parlamento. Que o presidente Plevneliev encarregue ao segundo maior partido, o Partido Socialista Búlgaro, um novo governo, junto com seus parceiros do Movimento de Direitos e Liberdades. Assim lhes damos a possibilidade de governar sem eleições gerais", propôs.

"Sempre fui parte do povo", acrescentou o político, que chegou ao poder em 2009 e ocupou o cargo de primeiro-ministro desde então com uma breve interrupção entre 2013 e 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos