Socialista pró-Rússia vence eleições presidenciais na Moldávia

(Atualiza com confirmação do resultado e mais informações).

Moscou, 13 nov (EFE).- O socialista pró-Rússia Igor Dodon venceu o segundo turno eleições presidenciais realizadas neste domingo na Moldávia, segundo osresultados divulgados pela Comissão Eleitoral Central (CEC) da antiga república soviética.

Dodon tinha 55,47% dos votos após a apuração de 95,82% das cédulas emitidas, de acordo com dados divulgados no site da CEC.

Sua rival, a europeísta de centro-direita Maia Sandu, aparecia até então com 44,53% dos sufrágios.

"Em geral, foi um processo eleitoral correto, uma mobilização sem precedentes dos cidadãos tanto no exterior como nos colégios eleitorais do país", disse a presidente da CEC, Alina Russu, ao término das votações.

Segundo dados ainda preliminares, a participação foi de 53,33% do censo eleitoral, cifrado em 2,8 milhões de cidadãos, o que representou um aumento de quase quatro pontos percentuais em relação ao primeiro turno.

Dodon, ex-comunista de 44 anos, é favorável a revisar o Acordo de Associação entre a Moldávia e a União Europeia, que considera desfavorável para seu país, e forjar uma aliança estratégica com a Rússia.

"As eleições terminaram. Os cidadãos fizeram sua opção. Não se deve avivar as paixões. Nossa tarefa é consolidar a sociedade e, independentemente do resultado, é preciso pedir calma ao povo", declarou o líder socialista no fechamento dos colégios eleitorais, antes que a CEC divulgasse os resultados.

Em qualquer caso, a vitória de Dodon não representará mudanças imediatas na política de Chisinau, já que, segundo a Constituição moldava, o Poder Executivo reside no governo, que é nomeado pelo parlamento, e as funções do presidente são principalmente representativas.

Mesmo assim, a ascensão de Dodon à chefia do Estado deixa aos socialistas em condições complicadas para conseguir, dentro de dois anos, o controle do parlamento e, portanto, do governo.

Estes pleitos foram as primeiras eleições presidenciais diretas na Moldávia desde 1996, já que desde então e até agora a eleição do chefe do Estado foi prerrogativa do parlamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos